Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Nova nota técnica

Saúde alerta para vacinação de atletas e visitantes de Jogos Olímpicos

Redação Bonde com Agência Brasil
08 jul 2024 às 17:35
- Pixabay
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Uma recomendação sobre a vacinação de atletas e membros de delegações, que vão participar da Olímpiada e Paralimíada de Paris 2024, entre julho e setembro, foi publicada em nota técnica pelo Ministério da Saúde. 


Entre os imunizantes destacados estão as doses tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela ou catapora), DTP (difteria, tétano e pertussis ou coqueluche), influenza e covid-19.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No documento, o Ministério cita a vacinação como medida mais eficaz para proteger contra doenças imunopreveníveis e mitigar o risco de reintrodução de doenças em controle ou já eliminadas no Brasil "em decorrência do aumento da circulação de agentes infecciosos para sarampo, rubéola e coqueluche, além da circulação dos vírus influenza e covid-19 na Europa e nos Estados Unidos".

Leia mais:

Imagem de destaque
Biofábrica Wolbachia

Londrina terá nova tecnologia de combate à dengue

Imagem de destaque
Pior epidemia da história

Sul, Sudeste e Centro-Oeste concentram 93% dos casos de dengue no primeiro semestre de 2024

Imagem de destaque
Dez remédios

Veja quais medicamentos se tornaram gratuitos no Farmácia Popular

Imagem de destaque
Diz ONU

Má gestão de resíduos promove doenças infecciosas, cardiovasculares, respiratórias e endócrinas


Ainda, a nota explica que, para a adoção desta medida, foram levados em conta o aumento do fluxo migratório, a aglomeração de pessoas e o potencial risco de transmissão de doenças e da necessidade de proteger a população-alvo. 

Publicidade


As doses podem ser administradas em atletas e delegações técnicas olímpicas e paralímpicas em qualquer unidade de vacinação. “Àqueles que representarão o Brasil nos jogos de Paris, mas não são contemplados nas campanhas vigentes e estratégias de vacinação, bastará apresentar aos serviços do SUS [Sistema Único de Saúde] um comprovante de participação nas competições emitido pelos Comitês Olímpico ou Paralímpico Brasileiro”.


Viajantes 

Publicidade

Outra nota técnica publicada pelo ministério trata de alerta de vacinação para população residente no Brasil e que vai se deslocar para outros países – inclusive para viajantes que vão assistir aos jogos em Paris. O documento traça o cenário epidemiológico, na Europa e nos Estados Unidos, de doenças como sarampo, coqueluche, influenza, covid-19 e poliomielite.


A pasta ainda fez indicações para o caso de sintomas apresentados durante o período das olímpiadas e paralimíadas, recomendando que os viajantes que apresentarem sinais e sintomas característicos das doenças citadas devem procurar imediatamente o atendimento de saúde no local do destino e, sobretudo, retornar ao Brasil. 


“Caso os sinais e sintomas manifestem durante a viagem, que informem a tripulação. A notificação dessas doenças é compulsória ao Ministério da Saúde e as orientações detalhadas estão disponíveis no Guia de Vigilância em Saúde.”


Coqueluche 

Em maio, a União Europeia reportou um aumento de infecções por coqueluche em pelo menos 17 países, com mais 32.037 casos notificados entre 1º de janeiro e 31 de março. Já o CCDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças da China) informou que, em 2024, foram notificados no país 32.380 casos e 13 óbitos provocados pela doença.


Imagem
Paraná: carteira de vacinação atualizada protege crianças e jovens em viagens
Muitas famílias aproveitam as férias de julho para passear em outros locais do Estado, do País ou mesmo no Exterior. Por isso, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde)
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade