Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
"Que Bicho Mora Aqui"

Projeto da UEL orienta comunidade sobre preservação da fauna

Reportagem Local
09 jul 2024 às 13:00
- Reprodução/Instagram
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um projeto de extensão da UEL (Universidade Estadual de Londrina) usa mídias sociais para divulgar conceitos de preservação da fauna e respeito à biodiversidade. 


Na prática, o "Que Bicho Mora Aqui" busca conscientizar a população sobre hábitos para convivência com mamíferos de médio e grande porte existentes nos fragmentos urbanos verdes. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Londrina tem aproximadamente 20% de sua área de cobertura florestal distribuídas em áreas como o Parque Estadual Mata dos Godoy, Arthur Thomas, Daisaku Ikeda, Jardim Botânico e até o horto da Fazenda Escola da UEL. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Temperatura amena

Confira a previsão do tempo para este fim de semana em Londrina

Imagem de destaque
Tem sobremesa!

Confira o cardápio do Restaurante Popular de Londrina desta sexta-feira

Imagem de destaque
A incerteza de voar para a cidade

Condições climáticas desfavoráveis afetam pousos e decolagens no Aeroporto de Londrina

Imagem de destaque
Investimento de R$ 27 milhões

Nova adutora será implantada para melhorar transporte de água para região oeste de Londrina


Esses são locais que abrigam, por exemplo, espécies como macacos prego e outros primatas, quatis, gambás, cotias e até onça parda. 

Publicidade


Estes fragmentos são locais visitados por famílias, turistas e estudantes durante atividades acadêmicas. A preocupação dos pesquisadores está relacionada aos visitantes, para que tenham comportamento adequado e não interajam com os animais silvestres.


Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Que Bicho Mora Aqui? (@qbma_uel)

Publicidade


ATENÇÃO REDOBRADA


Segundo a coordenadora do projeto, professora Ana Paula Vidotto Magnoni, do Departamento de Biologia Animal e Vegetal da UEL, as intervenções vão desde fornecer comida até estabelecer contato com esses animais, como se fossem um pet criado dentro de casa. 

Publicidade


Essa interação provoca problemas a partir da interferência na alimentação e no comportamento dessa fauna. A professora alerta que existe ainda risco de zoonoses, doenças transmitidas de animais para seres humanos.


Para Magnoni, o projeto busca cercar a população de informações, com atenção redobrada para estudantes e professores do Ensino Fundamental e Médio. 


As postagens são embasadas nas pesquisas desenvolvidas no Leca (Grupo de Pesquisa Ecologia e Comportamento Animal) e Criacom (Grupo de Pesquisa em Criatividade, Inovação, Cognição e Comportamento), responsáveis pelo projeto.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Que bicho mora aqui: projeto da UEL orienta sobre preservação da fauna
Projeto da UEL usa mídias sociais para conscientizar sobre convivência com fauna em áreas urbanas e preservar biodiversidade.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade